Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

ÁFRICA: POLUIÇÃO DO AR JÁ MATA MAIS QUE A ESCASSEZ DE ALIMENTO

Mäyjo, 13.11.16

poluicao-africa

A poluição do ar já é responsável por cerca de 700 mil mortes em África todos os anos. Ela tornou-se uma das primeiras causas de morte no continente, lado a lado com a desnutrição e a má qualidade da água.

 

Os dados foram divulgados agora num estudo da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico), onde a instituição alerta que “entre 1990 e 2013 o número total de mortes anuais por poluição do ar – poluição por partículas ambientais, causados principalmente pelo transporte rodoviário, geração de energia e indústria – aumentou 36% atingindo mais de 250 mil pessoas. Durante o mesmo período, as mortes causadas pela poluição com origem em formas de energia domésticas poluentes, subiu 18%, prejudicando mais de 450 mil pessoas.”

Segundo avança o The Guardian, os números são impressionantes, atingindo já patamares considerados até há pouco impensáveis: anualmente, a má qualidade do ar em África mata já mais que a água contaminada (542 mil mortes) e a desnutrição (275 mil mortes). Como explicar então estes valores?

Os países africanos estão a ser confrontados com a poluição do ar, causada pela queima de madeira ou pelo carvão usado para cozinhar. Mas não é tudo. O enriquecimento e desenvolvimento do continente está a ser acompanhado par a par por uma massificação da electrificação, uma cada vez maior dependência de combustíveis fósseis e um aumento do tráfego rodoviário. Analisando este último ponto vemos que há cada vez mais carros no continente, modelos antigos, muito mais poluentes que as versões mais recentes. Só em 2007, a África importou cerca de 4,7 milhões de carros usados.

Para contrariar esta tendência, há já algumas organizações a trabalhar no terreno. É o caso da Fundação Good Planet, a trabalhar no Mali para reduzir de forma significativa a poluição do ar na zona. A instituição está a distribuir pelas comunidades locais tanques de biogás para produzir energia limpa, substituindo assim o carvão vegetal para cozinhar. Este e outros projectos desta fundação para conhecer aqui.

Foto: via Creative Commons 

 

EXPLOSÃO AFRICANA LEVARÁ POPULAÇÃO MUNDIAL AOS 10,9 MIL MILHÕES EM 2100

Mäyjo, 30.09.15

Explosão africana levará população mundial aos 10,9 mil milhões em 2100

A população global vai crescer mais do que se julgava, de acordo com uma nova projecção das Nações Unidas que “culpa” a explosão populacional africana para a nova tabela. Há poucos anos, os investigadores acreditavam que a população global atingiria o seu pico em 2070, com 9,6 mil milhões de pessoas, descendo depois até às 8,4 mil milhões em 2100.

No entanto, novos números dizem que a descida não ocorrerá: a população crescerá até aos 9,6 mil milhões em 2050 e continuará a crescer até aos 10,9 mil milhões em 2100. A revisão das projecções iniciais está ligada ao continente africano.

Os modelos anteriores tinham antecipado que as taxas de fertilidade em África “iriam descer rapidamente”, explicou ao Scientific American o estatístico Adrian Raftery, da Universidade de Washington, Estados Unidos. No entanto, tal não aconteceu.

Recorde-se que o habitante 7 mil milhões terá nascido a 31 de Outubro de 2011 – hoje, cerca de três anos depois, o mundo já tem 7,2 mil milhões de habitantes.

Como irá o mundo alimentar tanta gente? A resposta é uma incógnita e continuará a sê-lo, provavelmente, até chegarmos a essa altura.

Foto: Matthew Hogan / Creative Commons

OS PONTOS MAIS REMOTOS DE ÁFRICA

Mäyjo, 26.07.15

africaa_a

A bela África